sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Bate cabeça

A natureza tende a edificar a beleza. O ser humano corrompe a ‘Descendência’; deriva daí o sentido etimológico de Decadência: Enorme abstrato espaço unificador e sedutor forjado em ‘Consciência’. Não existe explicação para a ‘vida, o universo e tudo o mais’, mas mesmo assim continuamos a rasgar papéis e a apertar botões extraordinariamente insignificantes à procura da evolução materialista.


- Nossos corpos fedem antes do fim.

(Essa é uma das respostas [42], Sr. D. Adams?)


A.A>

Nenhum comentário:

Postar um comentário