quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Volume Falso

Pensando sem arestas,
naqueles pedaços de borracha que não existem,
grande parte de mim se massifica
– deixando a individualidade pairar.

Mas aqui existe outro quinhão rebuscado,
somando problemas e obtendo teoremas,
escrevendo com a parte febril da alma alarmada
- a paz é o que dá sabor ao tormento.




A.A>

Nenhum comentário:

Postar um comentário