quinta-feira, 27 de maio de 2010

Último mês

Foram breves os dias que se passaram,
Adjacentes relâmpagos em um trovão.
Agora, aqui da esquina, já posso imaginar o desenlace...
Que aventurará cativar o meu olhar.

E como são efêmeras as imagens que criei,
os planos que idealizei sustar.
Na realidade, o sonho é muito mais ousado,
engatinhará pela casa toda sem derramar divórcio.

Esse choro me deixará apaixonado.
No último mês de quietude eu percebi,
Que não haverá outro momento tão final em minha vida...
... em que eu possa perceber de olhos abertos; é apenas o começo.

A.A>

Um comentário:

  1. nossa, fazia tempo que não lia algo tão lindo.
    e eu já chorei. rss
    não dá pra explicar... mas você sente junto comigo...

    ResponderExcluir