quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Para o riso de meus melhores amigos e seus desjejuns

Vocês são repugnantes...
Lambem meu conceito de escória.
Não são pessoas.
A não ser que ser pessoa seja ser mais um número.

Vocês têm um cheiro adocicado...
Roubam o perfume e o que há de melhor nos outros.
Não são idealistas.
A não ser que ser idealista seja se esquecer do rosto de quem ensina.

Eu não perco mais nenhum segundo pra pensar em vocês.
Afinal, nada mais eu tenho – nem a razão.
Sobrou apenas um motivo pra que eu continuasse aqui.
Sofro de nojo enquanto outros dançam sobre minha boca calada.





A.A>

Nenhum comentário:

Postar um comentário