domingo, 30 de outubro de 2011

Mandíbula Tóxica

Faca para amarras

Não para a pele

Passagens para ônibus

Não para outros mundos

Bondades para se exaltar

Não para se esmagar

Admirável para o brilhante

Não para o túmulo

Países para suas famílias

Não para seus políticos

Fé para todos

Não para os tolos

Verdades para serem construídas

Não para serem somente ditas

Justiça para culpados

Não para indefesos ausentes de crime

Drogas para ratos

Não para seres humanos

Conhecimento para o povo

Não só para os loucos

(Pão e circo)

Respeito total e humanitário entre diferentes

Não entre a igualdade inexistente

Medo de películas, leituras e insetos

Não da vida...

Por que um sorriso dói tanto assim?

Que ira adormecida finge despertar?

Qual foi o deus que pintaram como o correto?

Sempre há um engano

Humanos

Estão provando isso

Enquanto cantam deprimidos

Canções que nada mais dizem

Que nunca mais dirão

A sociedade virou uma campanha tortuosa

Onde o partido correto é ser

Tolo

O bastante

Para

Fechar

Os olhos e relaxar

Antes que,

Parte dessa metamorfose


Recomece.



A.A>


Nenhum comentário:

Postar um comentário