quarta-feira, 2 de março de 2011

Apócrifos

A tua beleza será comestível

Todo o seu dom adquirido não servirá para nada

O tempo vai engolir a carne e cuspir a podridão

Não haverá mais nenhuma espécie de fé

Pois a verdade estará na frente de teus olhos

Demasiadamente reluzente: fazendo-te vomitar

Estômago vazio, tripas, implantes

Nenhum dinheiro vai conseguir te salvar

A moeda mais valiosa sempre foi e vai ser o teu couro

Gritos seus vão ecoar, mas só você vai ouvir

Porque o que é teu será só teu

Por um tempo

Ou você acha que alguém surreal anota as merdas que você faz ou deixa de fazer?

Score do riso eterno - babaca.


A.A>

Nenhum comentário:

Postar um comentário