sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Amargo beijo não dado

Deixei o café esfriar

Sobre a mesa enfarta e desgostosa de destemperos

Olhei mais uma fagulha incerta se solidificar

Enquanto a água fervia


Penso na minha dama predileta

Em metáfora de ouro

Que se derrete devido aos nós que às vezes aperto

Enquanto o mundo termina.


A.A>

Nenhum comentário:

Postar um comentário