quinta-feira, 22 de abril de 2010

Mudança

A chuva é o movimento da desconsolada terra.
Para alguns, o agravante fato de ter de partir.
Em meu peito, há raios e trovoadas de despedida,
perdões e jargões que continuo a ludibriar.
Na crença de que deuses façam mudanças pela fé:
Mas será que os deuses acreditam em formigas engravatadas?
Em assalariados que oram e pagam dizimo?
Na política humana e todas as suas resplandecências?

Não são os deuses quem constroem as paisagens de concreto,
muito menos, são eles quem destroem os verdes e os azuis.
Mas todos são culpados! Deuses e formigas engravatadas.
Por redenção, por punição ou, por achar que a crença resolve tudo.
O fato, é que nós todos não conseguimos enxergar o quanto somos omissos.

A.A>

Nenhum comentário:

Postar um comentário