quinta-feira, 17 de julho de 2014

Infiel

No instante em que as estrelas dormem
sou ingrato à rotina
pensante de pêsames
e amante da ilusão ideal

Um quase crente de subjetividade
tão certo de personalidade cética
Na duvida do que faço eu procuro a certeza

Fiel ao que o dizem ser, enquanto sou.

A.A>

Nenhum comentário:

Postar um comentário