segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Minha Oração


O mundo não está agindo contra a minha existência
Mundo é o elemento primordial para que eu exista
E, apesar de pouco dizer:
Prefiro ser feliz
Almejando formas de plenitude
E mesmo sendo contrário e tocado pela miséria alheia
Desejo riquezas para que eu possa realmente ajudar alguém
De nada mais me adianta ser hipócrita sobre meus anseios
E minha ansiedade é uma criação involuntária, totalmente dispensável
Pois toda a calma outrora perdida está por perto
Ao meu redor, dizendo que agora é hora de nos unirmos novamente
Para que eu me dignifique:
Esse é o momento que eu preciso para ser alguém melhor
Um instante eterno que perdoe minhas dores
Que me faça admirar incondicionalmente cada beleza tocante para meu espírito
E, nesse momento, livre da ignorância:
Poderei viver menos cético sobre o que há de duvidoso
Com sabedoria respeitando a todos que se sacrificam por mim
E sem menosprezar o passado, não presenciando mais os sofrimentos que lá estejam
Sendo adepto do ato de perdoar
Meus pais, amigos e amores que, por suas razões, possam ter me vilipendiado:
Não sendo mais carrasco de qualquer outro ser humano divergente de meus gostos, de minha época e das minhas escolhas
Deixo toda essa carência fora do pulsar de meu coração
Para que minha mente tenha o poder de criar e não mais de subverter
Talentos e qualidades que existam em mim
Almejando o retorno de meus sorrisos sinceros, não mais amarelos
No reencontro estável de minha utilidade
Lucidamente amparado na máxima conversão de predestinação em sucesso
Aceitando meus medos sem superestimá-los
Com os pés no chão e, hora ou outra em posse de uma mente flutuante.
...
Que assim seja,
Pois assim o é.

A.A>

Um comentário:

  1. Há tempos não lia nada tão lindo e sincero, que assim seja.

    ResponderExcluir