terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Vem de Fé, vem pelo o que puder

Vem sem medo, o futuro sempre foi um segredo.
Vem em paz, de guerras toda a história está farta.
Vem pelo hoje, quem vive de outro dia perde o amanhecer.
Vem de Fé, no fim tudo vira pó.

Chega de não chegar o agora.
Tudo passa e não há graça em não te respirar.
Vamos de amor, a gente vai para o mesmo lugar.
Vou segurar o mundo com a palma de tuas mãos.





A.A>

Um comentário:

  1. Joia, Alan! Passei para te dar um abraço, mas tu não estavas, porém a energia do abraço cá ficou.

    ResponderExcluir